Pesquisar neste blog

Carregando...

sábado, 7 de fevereiro de 2009

FENABRAVE: QUEDA NA VENDA DE CAMINHÕES REFLETE CRISE

O Estado de S. Paulo
06.Fev.09

O desempenho do setor automotivo em janeiro não foi exatamente o que se esperava, segundo avaliação do presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Sérgio Reze. O executivo chama particularmente a atenção para a queda nas vendas de caminhões (-24,45%), ônibus (-35,33%) e motos (-13,47%) no primeiro mês do ano sobre dezembro.

Segundo o executivo, as vendas de caminhões refletem o real tamanho da crise, já que mostram uma desaceleração da economia. "Muitas empresas estão adiando a compra porque não sabem exatamente qual vai ser a demanda neste ano", afirma. Reze lembrou que os meses de novembro, dezembro e janeiro são fracos para esse segmento, mas ressalta que a queda de janeiro foi mais acentuada que o normal.

Já no caso de motos, a queda reflete o crédito mais seletivo dos bancos para um perfil de consumidor de menor renda. "É um segmento que tem mais dificuldades em conseguir aprovação de crédito", explica.

O aumento de 3,16% nas vendas do segmento de automóveis e comerciais leves, na comparação com dezembro, ressalta o executivo, foi influenciado pelo represamento de vendas de dezembro refaturadas pelas montadoras por conta da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

O presidente da Fenabrave defendeu ainda medidas para "destravar o crédito", como um seguro-desemprego para os tomadores do financiamento. "Isso é muito comum em outras operações, mas não é usado no financiamento de veículos", afirma.

Nenhum comentário: