Pesquisar neste blog

Carregando...

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Greve da Anvisa afeta distribuição de kits de exame de sangue em SP

Assista ao vídeo da reportagem do Jornal Nacional no link http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/08/greve-da-anvisa-afeta-distribuicao-de-kits-de-exame-de-sangue-em-sp.html


Material importado precisa da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para entrar no país. Grevistas exigem reposição salarial.
A greve dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afetou a distribuição de kits para exames de sangue em São Paulo. O material importado precisa da autorização da Anvisa para entrar no país.


As prateleiras agora vazias costumavam ficar cheias de material que é vendido para os principais laboratórios públicos e privados de São Paulo.

Os dez mil kits que uma distribuidora comprou dos Estados Unidos e da Europa estão presos no aeroporto de Guarulhos, à espera de liberação da Anvisa. O estoque de reagentes para exames de sangue está praticamente zerado.

“E com isso complica bastante o abastecimento hoje e pelo menos até setembro”, afirma o dono da distribuidora, Ricardo Di Dio.

O estoque reduzido para atender os laboratórios é reflexo da greve dos servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que começou no dia 16 de julho.

Os grevistas, que exigem reposição salarial, fizeram uma manifestação nesta terça-feira (7) no aeroporto de Guarulhos. O protesto teve apoio de auditores da Receita Federal, que estão em operação padrão há 50 dias.

Os dois movimentos atrasam a liberação de mercadorias que entram e saem do país.

“As câmaras frigoríficas estão abarrotadas. Não tem mais condições de armazenamento e as cargas já, provavelmente nessa semana, começarão a ficar no tempo. Não conseguirão adentrar ao armazém”, relata o funcionário da delegacia da Receita Federal do aeroporto de Guarulhos, Carlos Marconi.

O pátio de um dos armazéns de carga do aeroporto de Guarulhos costuma ficar lotado de caminhões, mas com a demora para carregar, a maioria das transportadoras prefere não perder tempo e tem evitado despachar os veículos até o local.

Para atenuar os efeitos da greve, a Anvisa fez convênios com oito estados, autorizando funcionários locais a liberar as mercadorias.

Nesta segunda-feira (7), a agência publicou no Diário Oficial uma medida para evitar a superlotação dos armazéns de portos e aeroportos. A liberação ocorrerá de forma imediata na importação de bens e produtos sujeitos à Vigilância Sanitária, sejam eles perecíveis ou não. É o caso dos medicamentos.

Com essa determinação, as empresas poderão retirar os produtos dos armazéns e levá-los lacrados para um depósito próprio.

A indústria farmacêutica, que já tem 1.200 lotes de medicamentos retidos, diz que a medida era necessária, mas que não resolve o problema.

“Qual é o problema fundamental? Os medicamentos vão para dentro das indústrias, mas não podem sair de lá e não podem ser abertos. Ou seja, o hospital, a farmácia, o paciente continuam com problema”, afirma o presidente da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), Antonio Britto.

O governo declarou que está analisando as reivindicações dos grevistas.

Fonte: Jornal Nacional Link: http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/08/greve-da-anvisa-afeta-distribuicao-de-kits-de-exame-de-sangue-em-sp.html

Nenhum comentário: