Pesquisar neste blog

Carregando...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Exportação de suco de laranja deve crescer 25% - Fonte: Valor Econômico

Autor(es): Fernando Lopes | De São Paulo
Valor Econômico - 19/10/2010
A valorização do suco de laranja nos últimos dois anos no mercado internacional deverá resultar em um crescimento de praticamente 25% na receita das exportações brasileiras da commodity em 2010.

Segundo estudo recém-concluído por Marcos Fava Neves, professor titular da FEA/USP em Ribeirão Preto e coordenador científico do Markestrat, as vendas ao exterior do produto concentrado (FCOJ, na sigla em inglês) e não concentrado (NFC) deverão alcançar US$ 2 bilhões no ano, ante US$ 1,6 bilhão em 2009. O número também inclui as exportações de suco para outros fins, que representam uma parte pequena do valor total.

O Markestrat, Centro de Pesquisas e Projetos em Marketing e Estratégia, é uma organização fundada por mestres e doutores em administração de empresas formados na FEA, e o estudo foi encomendado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Sucos Cítricos (CitrusBR), que reúne as grandes indústrias exportadoras de suco brasileiro (Cutrale, Citrosuco, Citrovita e Louis Dreyfus).

Entre outros números e análises, o estudo mostra em detalhes o amadurecimento do domínio do Brasil nas exportações mundiais de suco de laranja. Atualmente responsável por 85% dos embarques globais, o país já exportou US$ 60 bilhões em suco de laranja desde 1962, quando começaram os embarques.

Apesar da força que tem nas exportações, o Produto Interno Bruto (PIB) do segmento citrícola ainda é maior no mercado interno. Na frente doméstica, o PIB chegou a US$ 4,4 bilhões em 2009. No mercado externo, calcula o estudo, foram US$ 2,2 bilhões. No total, os produtores de citros faturaram US$ 1,9 bilhão no ano passado, enquanto em todos os elos da cadeia o valor sobe para US$ 14,6 bilhões.

Além de trazer levantamentos nacionais como empregos diretos e indiretos (230 mil posições), massa salarial anual (R$ 676 milhões), arrecadação de impostos (US$ 189 milhões) e números de árvores em produção (165 milhões), o estudo chama a atenção para os desafios gerados pela queda da demanda mundial de suco, marcante na última década.

E chama a atenção para o fato de que as últimas ondas de altas de cotações internacionais, como a atual, terem sido provocadas por problemas na oferta em São Paulo e também na Flórida, que reúne o segundo maior parque citrícola do mundo.

Ontem, em Nova York, os contratos com vencimento em janeiro fecharam a US$ 1,4935 por libra-peso, ganho de 110 pontos. Nos últimos 12 meses, a valorização acumulada chegou a 26,25%. Em 24 meses, atingiu 71,86%.

Fonte1: Valor Econômico
Fonte2: Portal Clipping MP
Link: http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2010/10/19/exportacao-de-suco-de-laranja-deve-crescer-25 - Acesso em: 19.10.2010

Nenhum comentário: